Foi sancionada ontem(18),pela presidenta Dilma Rousseff,a lei que permite o porte de armas para agentes e guardas prisionais.O texto, que altera trechos do Estatuto do Desarmamento, que tratava sobre o tema, limita, porém, o direito ao porte de armas fora de serviço a apenas esses profissionais.

O trecho que estendia o porte de armas fora do serviço também para agentes portuários foi vetado pela presidente. Dilma justificou que a extensão da medida traria a  maior circulação de armas e poderia aumentar os riscos para a população.

Pela lei que passa a valer a partir de agora, além da exclusividade da profissão, o porte de arma fora de serviço também fica submetido a exigência de formação funcional ou a condição de subordinação mecanismos de fiscalização e de controle interno.