Por Bruno Gomes

Enquanto a maioria dos municípios sofre com os efeitos da crise, sem dinheiro para pagar servidores e manter serviços, Castro parece ir pela contramão. O prefeito Moacyr Elias Fadel Junior, que em 2017 assumiu uma prefeitura endividada, iniciou o mandato enxugando a máquina pública, diminuindo secretarias e cortando gastos desnecessários. Foram quase dois anos economizando, trabalhando duro para deixar as contas em dia e colocar as coisas no eixo. O resultado de tanto esforço e dedicação a cada dia que passa se torna mais evidente: desenvolvimento em todas as áreas! 


Nas últimas duas semanas, Fadel Junior anunciou a imprensa local o investimento de um pacotão de obras para Castro. Os recursos no valor de R$67 milhões serão utilizados em infraestrutura, saúde, educação, lazer e tantos outros setores. 
Entre as ações de impacto direto a população, anunciadas pelo prefeito para este ano, está o investimento na saúde, área considerada prioridade na gestão de Moacyr. Ao longo do mandato, Fadel reabriu o Hospital Anna Fiorillo Menarim, entregou postos de saúde e investiu cerca de 10 milhões em aparelhagem de alta tecnologia. Recentemente a prefeitura adquiriu um tomógrafo de última geração, aparelho usado nos hospitais mais sofisticados do país. O equipamento vai auxiliar a população com imagens de altíssima qualidade nos exames, facilitando a equipe médica nos diagnósticos e descartando a necessidade de os pacientes terem que se deslocar para outros municípios. 
Também está nos planos para 2019 o investimento pesado em infraestrutura. Atualmente, há 17 obras em fase de conclusão no município, grande parte delas realizada com recursos próprios. Somente em pavimentação serão aplicados R$30 milhões, recursos adquiridos no ano passado junto ao Finisa, da Caixa Econômica Federal, e que só foram conquistados graças à credibilidade econômica que a Prefeitura de Castro possui nos dias de hoje. 
Nesta segunda-feira (04), o prefeito Moacyr assinou ordem de serviço para construção de uma quadra poliesportiva ao lado da Biblioteca Cidadã, onde futuramente funcionará o Muxirão. Também foi dada ordem de serviço para a nova sede do CAPS que tem previsão para estar pronta em seis meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here