Além da nota 10 do Cras Consulesa, os outros dois Cras também obtiveram bom desempenho: o Cras Abapan alcançou nota 7 e o Cras Socavão teve nota 8. 
Nota 10, melhor do país, Cras de Castro, Centro de Referencia e Atendimento Consulesa Helena Van Den Berg,Nota 10 ao Cras de Castro
O Centro de Referência de Atendimento Social (Cras) Consulesa Helena Van Den Berg está entre os melhores do país. Na avaliação feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS), o atendimento prestado pela unidade recebeu nota 10. O Índice de Desenvolvimento dos Cras (IDCras) é medido  anualmente pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), com base nos dados do ano anterior. 

Em todo o país funcionam 7.883 Cras. Deste total, apenas 102 receberam nota máxima. No Paraná são 548 unidades, das quais apenas 15 alcançaram nota 10. Além disso, entre os 18 municípios atendidos pelo Escritório Regional de Ponta Grossa da Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social, Castro foi o único em que uma unidade obteve nota 10. 

“Fico muito feliz. A cada ano, o município tem alcançado índices melhores, mas ter um Cras nota 10 nos deixou muito satisfeito. Isso é fruto de um trabalho bem organizado, estruturado e que mostra muito comprometimento de todos os profissionais envolvidos”, destaca a secretária municipal da Família e Desenvolvimento Social, Ludiele Marcowicz. Além da nota 10 do Cras Consulesa, os outros dois Cras também obtiveram bom desempenho: o Cras Abapan alcançou nota 7 e o Cras Socavão teve nota 8. 



Para a chefe do Escritório Regional de Ponta Grossa, Luciana Franco Silvestre, a nota máxima conquistada pelo Cras Consulesa mostra o bom trabalho e o respeito às políticas de assistência social que Castro vem desempenhando. “Este resultado, que nos deixa muito orgulhosos, é fruto do excelente trabalho que a equipe técnica vem desenvolvendo em Castro, organizando e aprimorando o atendimento. Castro mostra mais uma vez que é referência no quesito gestão e execução dos serviços referentes à política de assistência social”, reforça. 

O IDCras é um indicador sintético que tem por objetivo sistematizar as características de funcionamento dos Cras e é composto pela combinação de indicadores dimensionais, como atividades realizadas; horário de funcionamento; recursos humanos e estrutura física. 

Os Cras representam o acesso das famílias à rede de proteção e assistência social. É nestas unidades que é realizado o atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Nas unidades, que são geridas pelos municípios, as pessoas recebem atendimento para fortalecer os vínculos familiares, ter acesso a benefícios sociais como o Bolsa Família, entre outros programas, e assim promover a melhoria na sua qualidade de vida. E, a boa nota também faz com que o município receba mais recursos para o funcionamento destas unidades. “E, como consequência, este resultado é revertido principalmente em um atendimento de qualidade para as famílias que mais precisam” completa Ludiele. 
Informações das assessorias