sábado, 15 de dezembro de 2018

  • ,

    Ministério Público denuncia advogado castrense por mentir em depoimento

    Imagem Ilustrativa


    O Ministério Público do Paraná ofereceu a 1 ª Vara Criminal de Castro denúncia contra o advogado Diony Robert da Conceição, acusado de ter mentido ao mover um processo contra três pessoas por lesão corporal. A denúncia foi aceita pela Juíza de Direito Erika Watanabe. 



    Conforme documento do MP-PR, em maio de 2017, o advogado procurou a polícia para relatar que havia sido agredido por três pessoas em um restaurante da cidade. Em depoimento ele alegou que sem motivos foi pego de surpresa e golpeado com murros e pontapés. 

    A polícia instaurou um inquérito para esclarecer o caso, porém, durante as investigações, foi apurado que a versão dada pelo advogado à polícia era falsa. “Os relatos do advogado levaram a autoridade policial a instaurar uma investigação que culminou na confecção do termo circunstanciado, constatando-se, posteriormente, através das imagens da câmera de segurança do estabelecimento, que as acusações eram inverídicas”, diz trecho do documento do Ministério Público. 

    Desta forma, o Ministério Público entendeu que o advogado teria agido de má-fé ao mover o poder judiciário para acusar falsamente as três pessoas, mesmo sabendo da inocência delas. Agora ele vai responder pelo crime de denunciação caluniosa, previsto no artigo 339 do Código Penal, e terá um prazo para apresentar defesa. Se condenado, pode pegar dois a oito anos de prisão, além de pagar multa.

    Avon