quarta-feira, 28 de março de 2018

  • Opnião - Bastidores do Poder: O ‘espetáculo’ comandado por Barros

    Parece que estava tudo orquestrado, apenas esperando o momento certo: o anúncio sobre a renúncia do governador Beto Richa (PSDB), que concorrerá ao Senado, surge como um verdadeiro espetáculo armado. Pelo ministro Ricardo Barros, esposo de Cida Borghetti, PP, juntamente com os partidos da base (DEM, PROS, PSB, PSDB, PTB), que no mesmo dia da manifestação de Richa, se dispusessem apoio à pré-candidatura da vice-governadora.


    O sinal de Barros era claro, mas muitos preferiram levar como um blefe ou até mesmo uma ameaça velada de que Beto fosse mesmo deixar o posto, que consequentemente, deixaria sobre o colo de Cida, a máquina pública, força que pesará sobre os demais na disputa. Em Curitiba, a notícia que chega é de que o deputado Ratinho Jr. ficou desolado com o anúncio de Richa. Esperava, por algum motivo, sonhou, delirou alto, de que tivesse algo maior a oferecer de que a família Barros. O apoio está sacramentado, e, agora, restará a Ratinho tentar uma terceira via ou compor a eventual chapa de Osmar Dias (PDT), que também e coloca como pré-candidato ao Palácio Iguaçu. Entre a mega-frente partidária montada por Ricardo Barros em apoio a sua esposa, está o PSB.


    Comandado pelo deputado Luiz Claudio Romanelli, líder do governo na Alep, insistiu para que Osmar Dias se filiasse à sigla, garantindo a ele além de apoio financeiro, capital político. Mas, o próprio Romanelli, que tem uma amizade umbilical com Dias, desistiu a ponto de seguir o curso natural das coisas e decretar apoio a Cida. É conveniente! Já, em caso de Cida não conseguir o segundo turno, existe a possibilidade do PSB, por exemplo, atingir a sua preferencia por Osmar, num eventual segundo turno. Não apenas, as demais siglas — que declaram apoio a Cida — poderão no futuro apoiar Osmar. Richa, neste caso, se for eleito também, pois não há mais clima com a família de Ratinho. A relação está abalada, até porque o deputado federal Fernando Giacobo, cacique do PR no Paraná, oficializou o apoio à Ratinho, tendo na futura chapa, a deputada federal, Christiane Yared, que disputará uma das duas vagas do Senado.


     

    Anúncio Recarga Grátis