Temer sanciona lei que concede a Castro título de Capital Nacional do Leite

O presidente da República, Michel Temer, sancionou a Lei Federal nº 13.584, de 26 de dezembro de 2017, que confere ao município de Castro o título de Capital Nacional do Leite. O ato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (27).


Produção e produtividade – Castro é o maior produtor estadual de leite e lidera também em produtividade. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), em 2016 a produção total no município chegou a 255 milhões de litros, o que corresponde a 5,39% do total estadual, com produtividade média de 7.478 litros de leite por vaca/ano. Em todo o Brasil, foram produzidos no ano passado 33,62 bilhões de litros, com produtividade média de 1.709 litros de leite por vaca/ano. O Paraná é o segundo maior produtor nacional, responsável por 14,07% do total, com volume de 4,73 bilhões de litros in natura e produtividade média de 2.916 litros por vaca/ano.


Cooperativas – Juntas, as cooperativas do Paraná produzem ao todo 1,2 milhão de litros de leite industrializado por ano, o que corresponde a 47,35% do total processado no Estado. Na região de Castro há três cooperativas que atuam em intercooperação, nos segmentos de leite, carne e trigo: a Castrolanda, sediada em Castro, a Frísia, em Carambeí, e a Capal, em Arapoti. A Castrolanda também promove todos os anos o Agroleite, evento técnico voltado a todas as fases da cadeia do leite, que reúne especialistas daqui e de outros países para discutir tecnologias e inovações relacionadas ao tema.


Postar um comentário

0 Comentários