Presos divulgam vídeos de dentro da cadeia de Castro

Terminou no final da manhã desta terça-feira (26) a rebelião de presos da Cadeia Pública de Castro. Após intensa negociação, o agente carcerário e um preso, que também era feito refém, foram liberados pelos rebelados. O motim durou mais de 19 horas.


A rebelião começou na tarde de segunda-feira, 25 de dezembro, depois que o agente carcerário, de 27 anos, e dois presos, um deles de 'confiança', foram rendidos. O incidente aconteceu no momento em que eram entregues as marmitas da janta na carceragem. Durante a confusão, vários presos tentaram fugir, mas o policial civil que estava de plantão conseguiu fechar a porta de aço e evitar uma fuga em massa.


Durante a manhã desta terça-feira, um advogado indicado pelos próprios presos, o defensor publico Rafael de Matos Souto e a Juíza de Direito da Comarca de Castro Erica Watanabe compareceram na cadeia para auxiliar nas negociações. O motim terminou horas mais tarde com a liberação dos reféns.


Vídeos


Dois vídeos gravados no interior da cadeia durante a rebelião foram divulgados pelos detentos. Em uma das gravações os reféns aparecem sendo liberados, aparentemente, sem ferimentos graves. Antes de sair, um dos reféns é obrigado a falar o nome da facção que estaria comandado o motim na cadeia, o PCC- Primeiro Comando da Capital.


No segundo vídeo mostra a unidade prisional danificada e dominada pelos detentos. “Como que tá a cadeia de Castro aí [...] tá tomada”, diz um dos presos.

Postar um comentário

0 Comentários