Vigilância Sanitária fará mapeamento de criadouros do mosquito da dengue

Levantamento é uma determinação do Ministério da Saúde para ver como está o índice de infestação do mosquito Aedes aegytpi nos municípios brasileiros.


A Vigilância Sanitária de Castro vai promover de 19 a 23 de junho um Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), para saber a quantidade de larvas do mosquito da dengue no município. Agentes Comunitárias de Endemias (ACE) vão percorrer a malha urbana, visitar residências, orientar a população e fazer a coleta de larvas para identificação.

Todo o material será analisado pela Vigilância Sanitária para verificar se a larva é positiva ou negativa para o mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. A partir das informações obtidas pelo levantamento, os técnicos terão subsídios para priorizar as áreas de atuação e as estratégias para eliminação e controle dos criadouros identificados.

O levantamento é uma determinação do Ministério da Saúde, através do Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD), para ver como está o índice de infestação do mosquito Aedes aegytpi nos municípios brasileiros.

A inspetora de saneamento da Vigilância Sanitária de Castro, Nadislei Swiech, destaca que esse trabalho é importante para manter o município livre da ação do mosquito. “Pedimos que a população atenda os agentes e siga as orientações, mantendo seus quintais limpos e em ordem, com limpeza das caixas d’água, piscinas, calhas, vasos de flores, cuidando também dos criadouros naturais do mosquito como árvores que tenham furos ou buracos nos galhos ou no caule”, alerta.

Caso ocorram chuvas, o trabalho será realizado em semana posterior.

Postar um comentário

0 Comentários